calçada certa

ParkedBench – Fresh Air Squares, London, 2015
OBJETIVOS

Para garantir o cumprimento das diretrizes legais e orientar os cidadãos no projeto e execução de nossas calçadas, a Prefeitura Municipal de Florianópolis desenvolveu este manual, que ilustra as recentes atualizações das normas ABNT NBR 9050/2015 e ABNT NBR 16537/2016, e traz novas definições em relação à instalação de pisos táteis e o dimensionamento de rampas para travessias.

Garantindo a acessibilidade universal, base para uma calçada qualificada, outros elementos devem ser considerados para fomentar a caminhabilidade. Extrapolando o plano do piso, mais pedestres nas ruas é o resultado de uma combinação de diversos fatores como o conforto térmico de sombreamento e ventilação, a atratividade das fachadas, a existência de mobiliário para sentar, descansar e conviver, a paisagem visualmente agradável, a velocidade dos automóveis, a sensação de segurança, a qualidade do ar, a proximidade entre moradia, trabalho e pontos de interesse e a integração com outros modos de transporte.

ETAPAS

O desafio da Inclusão

O primeiro passo na busca pela mobilidade urbana sustentável é a garantia da acessibilidade universal. Com o estabelecimento de regras claras para a construção das calçadas, a partir da atualização das normas técnicas da ABNT, se pretende alcançar um desenho inclusivo que elimine barreiras físicas e permita fluidez no caminhar, o modo de transporte mais natural e disponível que existe.

Mobiliário e Equipamento Urbano | Em breve

Garantida a acessibilidade, o passo seguinte para confirmar a vocação do espaço público como local de encontro é a ambientação da calçada com mobiliário para sentar, descansar, conviver, estimular o uso da bicicleta e do transporte coletivo. A definição de equipamentos adequados resulta em maior ocupação da cidade por pedestres, reforçando a identidade dos lugares e desenvolvendo o comércio.

Vegetação Urbana | Em breve

A presença de vegetação urbana fomenta a caminhabilidade e a permanência no espaço público, uma vez que ambienta uma paisagem visualmente agradável e proporciona conforto térmico com sombreamento. Além disso, a inserção de árvores nativas favorece a conectividade ambiental e atrai a fauna local. Diretrizes para a previsão de vegetação urbana serão incorporadas no Calçada Certa com o apoio da Fundação Municipal do Meio Ambiente, tendo como base o programa Árvores Nativas de Floripa.

Materiais, Acabamentos e Execução | Em breve

Outro capítulo importante para assegurar a qualidade de nossas calçadas é a indicação de materiais e melhores práticas de execução objetivando uma padronização de soluções que levem em conta, além da acessibilidade universal, a estética e a durabilidade.

DÚVIDAS
+
-
Recebi uma notificação para adequar a calçada em frente ao meu lote, como devo proceder?
O ideal é que se contrate um profissional habilitado para desenvolver o projeto e acompanhar a obra dentro do prazo estabelecido pela SMDU [Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Planejamento e Desenvolvimento Urbano]. Devem ser consultados este manual, as normas ABNT NBR 9050/2015 e ABNT NBR 16537/2016. Além disso, a melhor maneira de se definir soluções para as calçadas é usando a empatia, tentando se colocar no lugar das pessoas: caminhar com os olhos fechados, se imaginar com mobilidade reduzida, em cadeira de rodas, com carrinho de bebê, carregar mala com rodinhas, e verificar as dificuldades encontradas.
+
-
Gostaria de reformar uma calçada, preciso solicitar autorização?
Para reforma, instalação de piso tátil e repavimentação simples, não é preciso solicitar autorização. Apenas quando houver algum rebaixamento de meio-fio para acesso de veículos é necessária a autorização da Prefeitura através do Pró-Cidadão.
+
-
Quero plantar uma árvore na minha calçada, como devo proceder?
Deve ser solicitada à FLORAM [Fundação Municipal do Meio Ambiente] uma autorização com orientações.
+
-
Se a minha calçada possuir alguma situação especial não contemplada neste manual, onde devo buscar orientação?
Um profissional habilitado responsável pelo projeto encontrará a solução técnica com base nas normas ABNT NBR 9050/2015 e ABNT NBR 16537/2016. Caso necessário, poderá ser solicitada orientação junto à SMDU nos horários de atendimento externo.
+
-
Por que o piso tátil deve ser preto?
O piso tátil deve ser cromodiferenciado em relação ao resto da calçada, para atender a pessoas com baixa visão. A cor preta foi definida como padrão para Florianópolis porque proporciona maior contraste do que a vermelha, conforme é possível verificar em simulações com referência no tipo de daltonismo conhecido como Acromia ou Monocromia, realizado através do simulador Coblis, disponível em http://www.color-blindness.com/coblis-color-blindness-simulator/
Apenas esta cor deve ser utilizada a partir de 2018, conferindo uma unidade visual e clareza na paisagem urbana. A única exceção é quando o piso da calçada for tão escuro que não contraste com o preto do piso tátil. Neste caso, deve ser utilizado o piso tátil branco, que também é contrastante, conforme simulação abaixo.
CERTO & ERRADO
Rua Padre Roma, Florianópolis - SC | Acervo IPUF
Errado
Rua Padre Roma, Florianópolis - SC | Acervo IPUF
Certo
Rua Felipe Schmidt, Florianópolis - SC | Acervo IPUF
Errado
Rua Felipe Schmidt, Florianópolis - SC | Acervo IPUF
Certo
Rua Felipe Schmidt, Florianópolis - SC | Acervo IPUF
Errado
Rua Felipe Schmidt, Florianópolis - SC | Acervo IPUF
Certo
Avenida Rio Branco, Florianópolis - SC | Acervo IPUF
Errado
Avenida Rio Branco, Florianópolis - SC | Acervo IPUF
Certo
Rua Tenente Silveira, Florianópolis - SC | Acervo IPUF
Errado
Rua Tenente Silveira, Florianópolis - SC | Acervo IPUF
Certo
BONS EXEMPLOS
Calçadas Certas na Prática

Em breve apresentaremos bons exemplos de projetos e execuções adequadas, que podem ajudar a orientar a execução da sua calçada.

 

MANUAL - 1.Acessibilidade

Versão 01 | JAN 2018

A Prefeitura Municipal de Florianópolis desenvolveu este manual que ilustra as recentes atualizações das normas ABNT NBR 9050/2015 e ABNT NBR 16537/2016 e traz novas definições em relação à instalação de pisos táteis e o dimensionamento de rampas para travessias.

Com a evolução do programa Calçada Certa, novos temas e orientações serão avaliadas. Desta forma este manual, será gradativamente revisado. Fique atendo as futuras novidades registrando-se na REDE DE ESPAÇOS PÚBLICOS para manter-se atualizado.